Policiais militares da Companhia Independente de Policiamento Especializado da Mata Atlântica (CIPE-MA), em diligência na noite deste último sábado (21), em Mucuri, por volta das 23h, depararam-se com um velho conhecido da polícia, acusado por tráfico de drogas. Trata-se de Antônio Ferreira da Conceição, o “Diamante Negro”, que estava em regime condicional, após ser condenado por tráfico de entorpecentes e tentativa de homicídio. Com ele, os policiais encontraram nome buchas de maconha e três pinos de cocaína.

Os policiais militares em posse de informações decorrentes das denúncias anônimas, dando conta que o acusado estaria movimentando muito dinheiro proveniente do tráfico em Mucuri, indagaram ao mesmo quem seria o seu fornecedor, quando o mesmo entregou João dos Anjos Oliveira, que também seria ex-presidiário, onde cumpriu mais de 5 anos de pena no Conjunto Penal de Teixeira de Freitas, por tráfico, roubo, e  Lei Maria da Penha.

Os militares, então, deslocaram-se à Praça do Peroá, que fica localizado na área central da cidade, onde foi encontrado na residência de João dos Anjos Oliveira, o “João Neto”, uma certa quantidade considerável de drogas, sendo um tablete grande de maconha, pesando 700 gramas; 19 tabletes menores da mesma substância, pesando 954 gramas; 03 porções de cocaína, pesando 58 gramas, além de 13 pinos da mesma substância e três pedras de crack, pesando 38 gramas.

No endereço os policiais ainda apreenderam duas espingardas e fabricação caseira, uma capa de coleta à prova de bala, uma balança de precisão, cinco celulares e R$ 80,00 em espécie.Logo depois os dois acusados foram conduzidos e apresentados à sede da 8ª Coorpin de Teixeira de Freitas, onde estava de plantão o delegado Bruno Ferrari, que após oitivas, indiciou Antônio Ferreira da Conceição, o “Diamante Negro” e João dos Anjos Oliveira, o “João Neto”, por tráfico de drogas, com base no Artigo 33, da Lei 11.343/2006.

Como os dois “quebraram” o regime condicional, após concluído o procedimento na Polícia Civil, os condenados serão mandados de volta ao Conjunto Penal de Teixeira de Freitas (CPTF), onde vão retornar ao regime fechado. (Da redação TN)

Comentários no Facebook