Hoje aliado do governador Rui Costa (PT), o deputado federal Ronaldo Carletto (PP) tem seu nome defendido por aliados do prefeito ACM Neto (DEM) para brigar por uma vaga no Senado nas eleições de 2018.

Durante esta última semana, em meio ao feriadão do Dia de Finados, uma comitiva de políticos baianos percorreu Brasília e, nas rodas de conversa, o nome do pepista foi citado no sentido de compor uma chapa majoritária. O grupo reuniu o vereador de Salvador e presidente do PPS na capital, Joceval Rodrigues, prefeito de Caravelas, Sílvio Ramalho (PMD), presidente da Câmara de Cruz das Almas, Renan de Romualdo (PMDB), e o prefeito de Mucuri, Carlos Simões (PDT).

Em nota divulgada à imprensa, Joceval Rodrigues, diz que o grupo praticamente “rogou” pelo nome do pepista. “Conversamos sobre diversos assuntos referentes às quatro cidades que representamos, mas o assunto Carletto também foi debatido. Podemos dizer que rogamos pela candidatura dele ao Senado”, disse o dirigente do PPS.

Conforme noticiado pelo BNews no final de outubro, o deputado pepista aguarda a janela partidária para decidir seu futuro e não descarta deixar o PP e ir para o Pros ou PR. “Não está descartado, mas tudo que se falar hoje é especulação. As conversas só acontecem após a Semana Santa”, disse Carletto.

Notícias relacionadas:

Carletto deve esperar janela partidária para deixar PP
Jonga Bacelar tenta esvaziar PP para viabilizar candidatura de Carletto
Crise no PP: partido tenta manter protagonismo na Bahia
Debandada de deputados do PSL para o Pros fortalece nome de Carletto para chapa de Rui Costa

Comentários no Facebook