quarta-feira , 26 julho 2017

Jovem chantageava adolescentes e divulgava fotos íntimas na internet em Vila Velha

Um tatuador de 23 anos foi preso e indiciado por criar um perfil falso nas redes sociais para se relacionar com crianças e adolescentes. O acusado seduzia as meninas e exigia que elas enviassem fotos e vídeos com conteúdos íntimos. Três menores tiveram as imagens divulgadas na internet. Uma delas foi estuprada pelo investigado.

O criminoso foi identificado pela polícia como Denner da Silva Carvalho. Ele criou uma conta falsa no Facebook, no nome de Lucas Soares, em janeiro deste ano. A polícia informou que no perfil criado por Denner havia cerca de três mil adolescentes adicionados.

A delegada Cláudia Dematté, titular da Delegacia de Repressão aos Crimes Eletrônicos (DRCE), explica que Denner conseguia fotos íntimas das meninas e depois ameaçava divulgá-las “Depois de ganhar a confiança delas e de elas enviarem essas fotos para ele, Denner começava uma chantagem com essas vítimas para que elas enviassem novas fotos e novos vídeos para ele”, explicou.

A polícia chegou a Denner por denúncias de que ele divulgou conteúdos pornográficos de três adolescentes – uma de 12 anos e duas de 13 anos. Além disso, o acusado confessou que teria fotos de pelo menos mais 15 meninas.

Entre as três vítimas que tiveram fotos divulgadas, havia uma adolescente de 13 anos que estava sendo ameaçada por Denner. O pai desconfiou do comportamento da filha, pegou o celular dela e acabou descobrindo as ameças. O acusado, então, tentou extorquir a família, exigindo o pagamento de R$ 100 mil para não divulgar as imagens da jovem. Como a família não tinha o montante, o acusado foi diminuindo o valor até R$ 5 mil. No entanto, a família não pagou e Denner divulgou as fotos da menina.

Já com a adolescente de 12 anos, Denner a seduziu e foi exigindo que ela enviasse conteúdos pornográficos para ele. Cansada das chantagens do acusado, a jovem parou de mandar as imagens, porém, como ela parou de cumprir os desafios, ele divulgou o conteúdo que tinha dela na web.

A outra adolescente de 13 anos foi seduzida pelo criminoso e cumpria as tarefas que ele exigia. Em um momento da conversa através do perfil falso, Denner exigiu que ela transasse com alguém e registrasse o ato em imagens. A jovem alegou que não poderia cumprir o desafio, porém o tatuador disse que um amigo dele concluiria o desafio com ela. A polícia informou que o próprio Denner foi até a escola da jovem, se apresentou como amigo do perfil falso e combinou um horário para finalizar o desafio. Mesmo obedecendo às ordens de Denner, a jovem teve as imagens divulgadas.

Segundo a delegada Cláudia Dematté, o acusado pode ter feito mais vítimas, inclusive em outros Estados, como Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo. Denner foi preso na manhã desta quinta-feira (13). Equipamentos eletrônicos como celulares, computador, pendrive e HD foram apreendidos.

Durante a apresentação do acusado à imprensa, Denner disse que sabia que era errado o que fazia com as adolescentes e que tem uma namorada, de 19 anos, que está grávida dele. O acusado foi encaminhado ao presídio de Viana. Ele vai responder pelos crimes de estupro de vulnerável, extorsão, falsidade ideológica, ameaça, divulgação de cenas pornográficas contendo crianças ou adolescente, além de posse ou armazenamento de registros de cenas pornográficas contendo crianças ou adolescente.

Além disso, verifique

PM flagra grupo traficando drogas durante evento festivo em Nova Viçosa

Neste domingo, dia 23 de julho, no circuito da Festa da Baleia, em Nova Viçosa, …

Comentários no Facebook