Cinco proprietários de pousadas em Itaúnas, no litoral de Conceição da Barra, Norte do Estado, procuraram a Polícia Militar na manhã desta sexta-feira (14) para registrar uma ocorrência de fraude da qual foram vítimas.

Eles contaram que um organizador de excursão havia feito reservas de alguns apartamentos em várias pousadas nesse final de semana. Para garantir a reserva, ele deveria depositar 50% do valor combinado e enviar os comprovantes. No entanto, o suspeito depositava os envelopes vazios e depois enviava pelo WhatsApp a foto dos comprovantes de depósito.

Os comerciantes também estavam preocupados com a vinda de uma caravana organizada pelo suspeito, que transportaria 170 pessoas para Itaúnas. Como os depósitos não tinham caído na conta, não haveria como acomodar os turistas. Os depósitos nas cinco pousadas somariam R$ 22.530, de acordo com o boletim policial.

Uma dona de pousada, que preferiu não ser identificada, contou que o suspeito entrou em contato com o estabelecimento há duas semanas. Ele queria seis quartos, mas depositou o valor equivalente a três. Oito turistas chegaram na madrugada deste sábado (15), em carros próprios, e foram acomodados nos três quartos. “Acho que esses clientes ele não poderia deixar de atender”, disse.

Ainda segundo a comerciante, pelo menos 15 pousadas foram prejudicadas porque deixaram de alugar para outras pessoas. “O quarto que ele falou que ficaria estão vazios. E temos um movimento muito sazonal em Itaúnas. A gente conta com os eventos (neste sábado começa o Festival Nacional de Forró de Itaúnas). Foi muito prejudicial. E ninguém consegue falar com ele. Ele simplesmente sumiu”.

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que aguarda a formalização do caso por parte das vítimas. Todos os casos registrados são investigados, segundo a polícia.

Comentários no Facebook