quarta-feira , 26 julho 2017

Justiça eleitoral manda apreender caminhões da Água Açaí em São Mateus

acai_divulgaA juíza da 21ª zona eleitoral de São Mateus, norte do Estado, Aline Moreira Souza Tinoco, acatou a denúncia do Ministério Público Eleitoral (MPE) e determinou a suspensão imediata da distribuição de água à população mateense pela empresa Açaí, de propriedade do candidato a prefeito Daniel do Açaí (PSDB).

Diante da alta quantidade de cloreto de sódio na água que abastece o município, a população mateense é vítima de uma crise hídrica. A água que chega às torneiras é imprópria para o consumo humano. O empresário vinha distribuindo água mineral à população, sobretudo a mais carente, desde o ano passado, quando a crise se agravou no município.

O problema é que o sistema Pardal do MPE vem recebendo denúncias de que essa distribuição continua acontecendo, o que caracteriza crime eleitoral. Os caminhões-pipa são adesivados com o nome da empresa “água Mineral Açaí”, a marca da empresa associa o candidato e com o nome do programa social por ele criado: “Liga da Solidariedade”.

Por isso, a justiça determinou a suspensão imediata da prática. Para os meios políticos,  foi a distribuição de água que deu a Daniel do Açaí a colocação privilegiada na corrida eleitoral pela prefeitura este ano. Quando começou a distribuir a água potável, Daniel era conhecido na cidade como “Barão da Água”. Era esperado que isso poderia trazer problemas durante a disputa eleitoral.

Concorre com Daniel do Açaí, o deputado estadual Freitas (PSB), que embora não tenha uma boa relação com atual prefeito Amadeu Boroto (PSB), em desgaste eleitoral, é do mesmo partido que o deputado e por isso, transfere prejuízo eleitoral. Além dele, o ex-deputado estadual e radialista Carlinhos Lyrio (PSD) também é candidato a prefeito.

Além disso, verifique

PM flagra grupo traficando drogas durante evento festivo em Nova Viçosa

Neste domingo, dia 23 de julho, no circuito da Festa da Baleia, em Nova Viçosa, …

Comentários no Facebook