segunda-feira , 24 julho 2017

Athylla Borborema é o estreante da 14ª FLIP de Paraty com “A Menina do Céu Cor-de-Rosa”

meninad-1200x545_cComeça nesta quarta-feira, dia 29 de junho e termina no domingo, dia 3 de julho, a 14ª Edição da FLIP – Festa Literária Internacional de Paraty 2016. Paraty é uma cidade histórica à beira de uma bela baía marítima, possui 40 mil habitantes, localizada no litoral sul do Estado do Rio, distante 248 quilômetros da capital do Rio de Janeiro. A FLIP é talvez o seu evento mais importante que reúne artistas, intelectuais, escritores, gente de todos os segmentos culturais e leitores de toda parte do país e do mundo. E durante 5 dias acontecem vários eventos paralelos em torno da literatura, cultura, artes e atualidade para um público estimado em 30 mil pessoas.

A autora homenageada deste ano da FLIP será a saudosa poeta carioca Ana Cristina César, expoente do movimento Poesia Marginal. Ana Cristina César foi também uma tradutora brasileira e é considerada um dos principais nomes da geração mimeógrafo da década de 1970 e até os dias atuais tem o seu nome muitas vezes vinculado ao movimento de Poesia Marginal. Ana Cristina Cruz César nasceu em Niterói (RJ) no dia 2 de junho de 1952 e morreu no dia 29 de outubro de 1983 no Rio de Janeiro. Ela cometeu suicídio aos 31 anos de idade, atirando-se pela janela do apartamento dos pais, no 7º andar de um edifício da rua Toneleros, em Copacabana.

A FLIP – Festa Literária Internacional de Paraty é considerado o terceiro mais importante evento da literatura no Brasil e acontece em diversos cenários da cidade histórica. O evento é famoso por trazer autores internacionais para interagir com personalidades do mundo da cultura, para mesas redondas e conferências, colocando o Brasil no circuito dos festivais internacionais de literatura. A FLIP conta também com uma ampla programação cultural, com shows, leituras dramáticas, debates, oficinas, filmes, entre outros, por toda a cidade, além de uma programação especial para o público infantil (Flipinha) e jovens leitores (FlipZona).

O livro “A Menina do Céu Cor-de-Rosa” do escritor e jornalista Athylla Borborema, levará o autor pela primeira vez a Festa Literária Internacional de Paraty. O livro foi selecionado para o evento e terá a sua 3ª Edição lançada na FLIP. Na obra, o autor narra à história da jovem MSC, violentada, prostituída, aventurada e drogada. De leitura fácil, contagiante e contundente, este livro vem para enriquecer ainda mais a bibliografia do jornalismo literário nacional. Trata-se de um clássico jornalístico baseado em um fato real. Athylla Borborema, estreante na FLIP, estará presente nas duas últimas noites do evento e autografará o livro no Centro Cultural do SESC.

O livro “A Menina do Céu Cor-de-Rosa” é um clássico jornalístico que reúne ficção e realidade na história de uma adolescente que estuprada pelo pai, é forçada a encarar o mundo da prostituição, apostar na sorte, experimentar fetiches e acaba caindo em um túnel escuro regado a drogas e assume o risco de perder para sempre aquilo que tem de mais valoroso: ela mesma. Ela não foi prostituta, ela gostava tanto de sexo, que ganhou dinheiro com isso. A vida foi cruel com ela, mas ela não era uma jovem qualquer. Ela era inteligente e não precisava, em tese, levar esse estilo de vida, se não quisesse. (Da redação TN).

Além disso, verifique

Mulher é assassinada dentro de casa em Vila Velha

Uma jovem de 23 anos foi assassinada dentro de casa no bairro Vila Batista, em …

Comentários no Facebook