quarta-feira , 23 agosto 2017

Caminhoneiro é preso em Vila Velha acusado de estuprar e engravidar enteada de 13 anos

entrada-dpcaUm caminhoneiro de 25 anos foi preso na manhã desta terça-feira (12), em Vila Velha, acusado de estuprar a enteada, de 13 anos. A menina chegou a engravidar do suspeito, que confessou o crime. Segundo a polícia, mesmo depois de saber que a garota estava grávida, o padrasto não teria parado de violentá-la.

O acusado, que não será identificado para não expor a vítima, foi detido dentro de casa, por policiais da Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA). Na delegacia, ele confirmou que estuprou a própria enteada por diversas vezes. O suspeito morava com a mãe da adolescente há cinco anos e estava de casamento marcado com ela para a próxima sexta-feira (15).

De acordo com as investigações, os abusos aconteciam desde junho do ano passado, quando a vítima ainda tinha 12 anos. Em depoimento à polícia, a menina, hoje grávida de sete meses, afirmou que o acusado mantinha relações sexuais forçadas com ela cerca de duas vezes por semana.

Ainda segundo a polícia, o caminhoneiro admitiu que, após saber que a enteada estava grávida, convenceu ela a dizer que o pai da criança era um menino da igreja que a garota frequentava. A mãe da vítima chegou a acreditar na história, mas o pai biológico dela, que mora na Bahia – onde a garota passou alguns dias de férias, em dezembro -, não acreditou na versão apresentada pela filha.

“Essa menina foi passar as festas de final de ano com o pai, na Bahia. Chegando lá, ele constatou essa gravidez e quis saber quem seria o pai dessa criança. Ela disse inicialmente, sendo pressionada pelo autor, que seria um conhecido, amigo da igreja. O pai não acreditou nessa versão, foi conversando com ela, até que, na quinta-feira passada, ela contou a história verdadeira. Disse que vinha sendo abusada desde junho pelo padrasto e que, em razão desses abusos, teria engravidado”, disse o titular da DPCA, delegado Lorenzo Pazolini.

De acordo com o delegado, o pai da menina pegou um ônibus para o Espírito Santo e procurou a Polícia Civil imediatamente. Após iniciar as investigações, a polícia representou pela prisão temporária do suspeito e o mandado foi expedido pela Justiça no último sábado (09).

Segundo Pazolini, o acusado confessou à polícia que inventou toda a história sobre a gravidez da enteada, mas garantiu que futuramente pretendia assumir a paternidade da criança. Ele foi autuado por estupro de vulnerável e encaminhado para o Centro de Triagem de Viana.

“Inicialmente ele negou o crime, mas, diante das evidências e dos laudos da prova material, e até mesmo da gravidez da vítima, ele confessou espontaneamente. Disse que praticou o ato sexual por diversas vezes e que, desde junho do ano passado, vem mantendo relações com a enteada, de forma forçada. Disse também que quer assumir essa criança e que estaria arrependido”, frisou o delegado.

 

Além disso, verifique

EDP Espírito Santo leva capacitação gratuita para educadores de Pedro Canário

Projeto da EDP Espírito Santo capacitará 145 educadores sobre uso eficiente e seguro da energia …

Comentários no Facebook