terça-feira , 25 julho 2017

Motoboy é suspeito de matar garçom por causa de mulher na Serra

garcomd-1200x545_cUm garçom de 29 anos foi assassinado na última terça-feira (29) no bairro Parque Residencial Laranjeiras, na Serra. O principal suspeito de cometer o crime é o colega de trabalho da vítima, identificado como Maycon Rodrigues Rhis, de 23 anos. Ele teria começado a se relacionar com a ex-mulher de Raphael Dias Queiroz, após o casamento dos dois terminar.

De acordo com uma testemunha, o acusado estava de moto e se aproximou do veículo da vítima antes do crime. “Ele veio andando normalmente, como se fosse matar um cachorrinho. O carro estava no portão do prédio. Ele chegou perto e simplesmente arrancou a arma e atirou contra o rapaz umas quatro vezes”, disse.

Ainda segundo testemunhas, Raphael era garçom e trabalhava em uma pizzaria que fica na Avenida Civit, também na Serra. O estabelecimento fica há menos de 20 metros do local de trabalho de Maycon, que era motoboy em outra lanchonete. O dono dos estabelecimentos disse que os dois chegaram a ser amigos.garcom-morto “No passado eles eram amigos, mas eu não sei como eles estavam. A informação que temos é que eles tiveram um problema, uma discussão e parece que teve até agressão há uns seis meses atrás e hoje o Raphael foi assassinado”, contou o proprietário dos estabelecimentos.

O delegado Rodrigo Sandi Mori, responsável pelo caso, informou que enquanto a vítima era casada, o suspeito chegou a ir morar com o casal. Depois que o relacionamento de Raphael com a mulher acabou, Maycon começou a se envolver com a ex do então amigo.

“Com isso teve início o desentendimento entre os dois. Há cinco meses a vítima teria sido agredida com um bastão e teve o braço quebrado, e há dois meses o Raphael e a mulher, que seria o pivô da briga, se encontraram e tiveram uma relação sexual. Agora ela está grávida, mas não falava de quem era o filho. Uma hora falava que era do Maycon e outra hora falava que era do Raphael”, relatou o delegado.

Depois do crime o suspeito ainda apareceu no estabelecimento para trabalhar, mas acabou detido por policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e será ouvido pelo delegado de plantão. Para a polícia, o crime foi passional.

“Trata-se de uma pessoa bem fria, calculista e que premeditou com riqueza de detalhes o crime. Ele não confessou, mas a namorada da vítima, que estava com ele no momento do crime reconheceu o acusado como sendo o autor dos disparos. Além disso, há relatos de vizinhos que afirmam que na noite anterior o Maycon já estava rondando a casa da vítima e também há depoimentos de que o suspeito já havia adquirido uma arma de fogo há um mês e há dez dias estava atrás de munição”, disse Sandi Mori.

Ainda segundo informações do delegado, o suspeito foi autuado em flagrante pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil e impossibilidade de defesa da vítima. A mulher, que seria o motivo do assassinato, deve ser ouvida pela polícia.

“A mulher está em Minas Gerais e deve retornar nesta quarta-feira (30) ao Espírito Santo para ser ouvida. Até o momento a arma utilizada no crime não foi encontrada, mas ainda estamos em diligências”, destacou o delegado.

Fonte: Folha Vitoria

Além disso, verifique

Conflito no mar da Bahia tem novo capítulo após Fibria não cumprir acordo com pescadores artesanais

No dia 01 de Julho informamos  sobre um conflito envolvendo a papeleira Fibria Celulose e pescadores …

Comentários no Facebook