terça-feira , 25 julho 2017

Após 70 anos Aeronáutica se despede da Base Aérea de Caravelas e entrega aeroporto ao Governo da Bahia

aerod6-600x330A Aeronáutica do Brasil se despediu na manhã deste sábado (22/08) da Base Aérea de Caravelas após 70 anos de presença. Oportunidade que o Ministério da Defesa através do seu ministro Jaques Wagner e do Segundo Comando Aéreo Regional da Aeronáutica (II COMAR) através do seu comandante Aéreo Regional da Aeronáutica, Major-Brigadeiro do Ar José Hugo Volkmer, e do Comando da Aeronáutica no Brasil através do seu comandante Tenente-Brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato, promoveram a entrega do aeroporto ao Governo da Bahia, recebido pelo seu governador Rui Costa dos Santos (PT), que passa administrar a unidade a partir de agora. Por ocasião que a Base Aérea de Natal (BANT) instalou no aeroporto uma Ação Global com serviços voltados à saúde com atendimentos a população em diversas especialidades médicas e odontológicas. Na segunda-feira do dia 2 de março de 2015, uma solenidade já havia marcado a conclusão das obras e entrega do Aeroporto da Base Aérea de Caravelas a Aeronáutica.

Conforme o tenente-coronel Guilherme Bernardes, comandante do 2º Batalhão Ferroviário de Araguari-MG., em dezembro de 2010 deu-se início a um processo de revitalização do aeroporto que foi concluída em fevereiro de 2015, com recuperação das duas pistas (principal e secundária) de pouso e decolagem, e também das de taxiamento e do pátio, ou seja, todas as quatro pistas foram revitalizadas.

O comandante da Aeronáutica no Brasil Tenente-Brigadeiro Nivaldo Luiz Bossato, informou que a conclusão das obras de revitalização das pistas do Aeroporto de Caravelas fez parte do PAC, com investimento de R$ 17,924 milhões, e foi realizada em convênio com a Aeronáutica e restaurou as pistas e pátio, construção da seção contra-incêndio, balizamento noturno, serviços de revitalização, topografia e regularização das pistas e recebeu a construção de uma ilha de concreto, para qual o Exército fez uso de uma Usina de Asfalto que teve capacidade para produzir 14 toneladas de asfalto por hora. Segundo o ministro da Defesa Jaques Wagner, a obra do aeroporto foi executada pelo 11º Batalhão de Engenharia e Construção do Exército Brasileiro de Araguari-MG., que manteve um efetivo de 300 homens que trabalharam na reestruturação do aeroporto.

O governador Rui Costa assegurou que a segunda etapa será voltada para a infraestrutura, com reforma completa do terminal de passageiros, instalação de esteiras de bagagem, equipamentos de Raio-X, concessão de espaços para prestação de serviços e Corpo de Bombeiros, além de estabelecer saguão de embarque e desembarque e núcleos das companhias aéreas. A expectativa é que o local passe a receber aviões de grande porte para o fortalecendo do turismo da região.

O Aeroporto da Base Aérea de Caravelas foi inaugurado em 1º de agosto de 1945 com o objetivo de atuar como Base Aérea Militar das forças aliadas durante a Segunda Guerra Mundial.

A estratégia foi situar o aeroporto a meio caminho da faixa litorânea entre os estados do Rio Grande do Sul e do Maranhão e assim, Caravelas foi à cidade escolhida. Conserva a arquitetura militar da época, identificada por paredes espessas e arcos. O aeroporto fica a cerca de 10km da cidade de Caravelas e cerca de 8km do litoral em linha reta ao ponto mais próximo da costa.

O ministro Jaques Wagner disse que a obra de revitalização e ampliação das pistas de pouso do Aeroporto de Caravelas receberam intervenções dentro das normas técnicas padronizadas e exigidas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). São pistas que podem receber aeronaves como AIRBUS A320, BOEING 737, EMBRAER 190, FOKKER F-100, LOCKHEED C130, BAE HS-125, entre outras.

“Desde o início existia interesse da Força Aérea passar a administração do aeroporto para o Governo do Estado da Bahia, mas agente não gostaria de passar do jeito que as pistas estavam anteriormente. Hoje vale a pena salientar que o Aeroporto de Caravelas é dotado de duas pistas que se cruzam devidamente revitalizadas, sendo a pista maior de 1.530 metros e a menor de 1.200 metros.

Eu não tenho dúvida que o Aeroporto de Caravelas é um dos que possuem mais potencial no nordeste do Brasil e muito poderá acrescentar na economia e no turismo desta rica região”, disse o comandante da Aeronáutica do Brasil, Tenente-Brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato.

“A missão da Força Aérea hoje aqui consiste em fazer a entrega definitiva deste importante instrumento ao Estado da Bahia”, disse o Major-Brigadeiro do Ar José Hugo Volkmer, comandante do Segundo Comando Aéreo Regional da Aeronáutica (II COMAR), em Recife, unidade que coordena e controla a execução das atividades administrativas e logísticas da Aeronáutica nos estados da Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí, além de realizar ações de segurança e defesa do espaço aéreo nacional relativas à sua área de atuação no Nordeste do Brasil. Para o prefeito Jadson Ruas, o Aeroporto de Caravelas será um espaço para o mundo conhecer e se informar sobre os temas relacionados à região de Caravelas, local de uma rica história, muita cultura, gente acolhedora, pescadores e pescadoras artesanais, marisqueiras, manguezais, rica biodiversidade, berçário das baleias Jubarte e porta de entrada para o Parque Nacional Marinho dos Abrolhos.

“A obra do Aeroporto de Caravelas era um pedido antigo do governo da Bahia, que pretende melhorar o turismo ao arquipélago de Abrolhos. Para isso, era essencial que o aeródromo estivesse operacional. Ao término da obra, se fez necessário que o aeroporto que estava sob responsabilidade da FAB, fosse repassado à Infraero. O governo da Bahia, em vista do grande potencial turístico da região, sempre foi favorável a operacionalidade comercial do aeródromo”, enfatizou o governador Rui Costa.

O prefeito Jadson Ruas informou que duas companhias aéreas (Gol e Azul) levantaram interesse em trazer linhas regulares para Caravelas e a CVC já esteve esta semana promovendo um estudo de levantamento dos hotéis da cidade porque tem interesse em explorar as belezas e riquezas naturais do município. ”O aeroporto de Caravelas não chega para concorrer com Teixeira de Freitas, mas para operarem juntos e aquecer a nossa economia local”, disse o prefeito Jadson Ruas.

Um efetivo de 300 homens trabalhou na reestruturação do aeroporto e na construção e recuperação do trecho de 84 quilômetros da rodovia federal BR-418. São obras de pavimentação asfáltica dos 84 quilômetros da BR-418, que teve um investimento de R$ 123.345.301,15 milhões e a conclusão da obra só será anunciada após terminar a duplicação das faixas do trecho que liga o Aeroporto até a cidade de Caravelas.

“O asfaltamento da BR-418 foi outro grande avanço para esta região, porque trata-se de uma rodovia federal que proporciona escoamento da produção agrícola e transporte em grande escala de madeira reflorestável para a indústria de celulose, agora também vai fomentar o turismo local. A estrada faz a ligação entre a BR-101, no distrito de Posto da Mata, município de Nova Viçosa e a cidade de Caravelas, cuja obra deixou o mar mais perto dos mineiros e goianos”, destacou o governador Rui Costa. “Se futuramente esta região se tornar um grande polo turístico e de negócios, impulsionado pelo novo aeroporto e pela rodovia federal que é muito segura e com excelentes condições de tráfego, muito se deverá ao Exército.

Os esforços de cada um dos 300 militares que, muitos deles a mais de mil quilômetros de casa, vão ser coroados com o desenvolvimento econômico e social desta área. Mais uma vez o 11º BEC cumpre mais uma missão com alto grau de excelência e eficácia, com o mais alto padrão de qualidade”, ressaltou o ministro da Defesa Jaques Wagner. (Por Athylla Borborema). A Aeronáutica do Brasil se despediu na manhã deste sábado (22/08) da Base Aérea de Caravelas após 70 anos de presença.

Oportunidade que o Ministério da Defesa através do seu ministro Jaques Wagner e do Segundo Comando Aéreo Regional da Aeronáutica (II COMAR) através do seu comandante Aéreo Regional da Aeronáutica, Major-Brigadeiro do Ar José Hugo Volkmer, e do Comando da Aeronáutica no Brasil através do seu comandante Tenente-Brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato, promoveram a entrega do aeroporto ao Governo da Bahia, recebido pelo seu governador Rui Costa dos Santos (PT), que passa administrar a unidade a partir de agora.

Por ocasião que a Base Aérea de Natal (BANT) instalou no aeroporto uma Ação Global com serviços voltados à saúde com atendimentos a população em diversas especialidades médicas e odontológicas. Na segunda-feira do dia 2 de março de 2015, uma solenidade já havia marcado a conclusão das obras e entrega do Aeroporto da Base Aérea de Caravelas a Aeronáutica.

Conforme o tenente-coronel Guilherme Bernardes, comandante do 2º Batalhão Ferroviário de Araguari-MG., em dezembro de 2010 deu-se início a um processo de revitalização do aeroporto que foi concluída em fevereiro de 2015, com recuperação das duas pistas (principal e secundária) de pouso e decolagem, e também das de taxiamento e do pátio, ou seja, todas as quatro pistas foram revitalizadas.

O comandante da Aeronáutica no Brasil Tenente-Brigadeiro Nivaldo Luiz Bossato, informou que a conclusão das obras de revitalização das pistas do Aeroporto de Caravelas fez parte do PAC, com investimento de R$ 17,924 milhões, e foi realizada em convênio com a Aeronáutica e restaurou as pistas e pátio, construção da seção contra-incêndio, balizamento noturno, serviços de revitalização, topografia e regularização das pistas e recebeu a construção de uma ilha de concreto, para qual o Exército fez uso de uma Usina de Asfalto que teve capacidade para produzir 14 toneladas de asfalto por hora. Segundo o ministro da Defesa Jaques Wagner, a obra do aeroporto foi executada pelo 11º Batalhão de Engenharia e Construção do Exército Brasileiro de Araguari-MG., que manteve um efetivo de 300 homens que trabalharam na reestruturação do aeroporto. O governador Rui Costa assegurou que a segunda etapa será voltada para a infraestrutura, com reforma completa do terminal de passageiros, instalação de esteiras de bagagem, equipamentos de Raio-X, concessão de espaços para prestação de serviços e Corpo de Bombeiros, além de estabelecer saguão de embarque e desembarque e núcleos das companhias aéreas. A expectativa é que o local passe a receber aviões de grande porte para o fortalecendo do turismo da região.

O Aeroporto da Base Aérea de Caravelas foi inaugurado em 1º de agosto de 1945 com o objetivo de atuar como Base Aérea Militar das forças aliadas durante a Segunda Guerra Mundial. A estratégia foi situar o aeroporto a meio caminho da faixa litorânea entre os estados do Rio Grande do Sul e do Maranhão e assim, Caravelas foi à cidade escolhida. Conserva a arquitetura militar da época, identificada por paredes espessas e arcos. O aeroporto fica a cerca de 10km da cidade de Caravelas e cerca de 8km do litoral em linha reta ao ponto mais próximo da costa.

O ministro Jaques Wagner disse que a obra de revitalização e ampliação das pistas de pouso do Aeroporto de Caravelas receberam intervenções dentro das normas técnicas padronizadas e exigidas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). São pistas que podem receber aeronaves como AIRBUS A320, BOEING 737, EMBRAER 190, FOKKER F-100, LOCKHEED C130, BAE HS-125, entre outras.

“Desde o início existia interesse da Força Aérea passar a administração do aeroporto para o Governo do Estado da Bahia, mas agente não gostaria de passar do jeito que as pistas estavam anteriormente. Hoje vale a pena salientar que o Aeroporto de Caravelas é dotado de duas pistas que se cruzam devidamente revitalizadas, sendo a pista maior de 1.530 metros e a menor de 1.200 metros.

Eu não tenho dúvida que o Aeroporto de Caravelas é um dos que possuem mais potencial no nordeste do Brasil e muito poderá acrescentar na economia e no turismo desta rica região”, disse o comandante da Aeronáutica do Brasil, Tenente-Brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato. “A missão da Força Aérea hoje aqui consiste em fazer a entrega definitiva deste importante instrumento ao Estado da Bahia”, disse o Major-Brigadeiro do Ar José Hugo Volkmer, comandante do Segundo Comando Aéreo Regional da Aeronáutica (II COMAR), em Recife, unidade que coordena e controla a execução das atividades administrativas e logísticas da Aeronáutica nos estados da Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí, além de realizar ações de segurança e defesa do espaço aéreo nacional relativas à sua área de atuação no Nordeste do Brasil.

Para o prefeito Jadson Ruas, o Aeroporto de Caravelas será um espaço para o mundo conhecer e se informar sobre os temas relacionados à região de Caravelas, local de uma rica história, muita cultura, gente acolhedora, pescadores e pescadoras artesanais, marisqueiras, manguezais, rica biodiversidade, berçário das baleias Jubarte e porta de entrada para o Parque Nacional Marinho dos Abrolhos.

“A obra do Aeroporto de Caravelas era um pedido antigo do governo da Bahia, que pretende melhorar o turismo ao arquipélago de Abrolhos. Para isso, era essencial que o aeródromo estivesse operacional. Ao término da obra, se fez necessário que o aeroporto que estava sob responsabilidade da FAB, fosse repassado à Infraero. O governo da Bahia, em vista do grande potencial turístico da região, sempre foi favorável a operacionalidade comercial do aeródromo”, enfatizou o governador Rui Costa.

O prefeito Jadson Ruas informou que duas companhias aéreas (Gol e Azul) levantaram interesse em trazer linhas regulares para Caravelas e a CVC já esteve esta semana promovendo um estudo de levantamento dos hotéis da cidade porque tem interesse em explorar as belezas e riquezas naturais do município. ”O aeroporto de Caravelas não chega para concorrer com Teixeira de Freitas, mas para operarem juntos e aquecer a nossa economia local”, disse o prefeito Jadson Ruas.

Um efetivo de 300 homens trabalhou na reestruturação do aeroporto e na construção e recuperação do trecho de 84 quilômetros da rodovia federal BR-418. São obras de pavimentação asfáltica dos 84 quilômetros da BR-418, que teve um investimento de R$ 123.345.301,15 milhões e a conclusão da obra só será anunciada após terminar a duplicação das faixas do trecho que liga o aeroporto até a cidade de Caravelas.

“O asfaltamento da BR-418 foi outro grande avanço para esta região, porque trata-se de uma rodovia federal que proporciona escoamento da produção agrícola e transporte em grande escala de madeira reflorestável para a indústria de celulose, agora também vai fomentar o turismo local. A estrada faz a ligação entre a BR-101, no distrito de Posto da Mata, município de Nova Viçosa e a cidade de Caravelas, cuja obra deixou o mar mais perto dos mineiros e goianos”, destacou o governador Rui Costa.

“Se futuramente esta região se tornar um grande polo turístico e de negócios, impulsionado pelo novo aeroporto e pela rodovia federal que é muito segura e com excelentes condições de tráfego, muito se deverá ao Exército.

Os esforços de cada um dos 300 militares que, muitos deles a mais de mil quilômetros de casa, vão ser coroados com o desenvolvimento econômico e social desta área. Mais uma vez o 11º BEC cumpre mais uma missão com alto grau de excelência e eficácia, com o mais alto padrão de qualidade”, ressaltou o ministro da Defesa Jaques Wagner. (Por Athylla Borborema).

Além disso, verifique

Conflito no mar da Bahia tem novo capítulo após Fibria não cumprir acordo com pescadores artesanais

No dia 01 de Julho informamos  sobre um conflito envolvendo a papeleira Fibria Celulose e pescadores …

Comentários no Facebook