segunda-feira , 16 janeiro 2017

Protesto de estudantes termina com uma pessoa ferida e três detidas em São Mateus

torneiraUm grupo de estudantes protestou nesta terça-feira (7) contra a água que está chegando salgada nas torneiras das casas do município de São Mateus, no Norte do Espírito Santo. Os manifestantes se reuniram em frente ao Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae). Durante o protesto, houve uma confusão. Uma funcionária foi agredida e três manifestantes foram detidos.
Testemunhas contaram que os manifestantes, cerca de 15 pessoas, fazem parte da União Municipal dos Estudantes Secundários e reclamavam que água potável não está chegando nas escolas.
Nas redes sociais, circula uma foto de um manifestante sendo retirado à força pela polícia do pátio do Saae.
O diretor do Saae, Luiz Carlos Sossai, disse à reportagem que, durante o protesto, o grupo forçou a entrada na sede da empresa e uma funcionária, que trabalha na portaria, foi agredida.
A Polícia Militar esteve no local e levou três integrantes à 18ª Delegacia Regional de São Mateus. Funcionários do Saae também foram à delegacia registrar ocorrência de agressão.
O diretor do Saae disse que comunicou à prefeitura e ao governo do Estado que não dispõe de estrutura para atender as unidades escolares e que essa tarefa deveria ficar a cargo da prefeitura.
Polícia
A Polícia Militar informou que foi chamada para ir ao bairro Boa Vista, no município de São Mateus, pois, de acordo com o solicitante, manifestantes teriam invadido a sede do Saae do município e agredido uma funcionária.
Chegando ao local, a polícia disse que a equipe constatou o fato e as partes foram encaminhadas para a delegacia.
Prefeitura
O secretário de Educação de São Mateus, José Roberto Fontes, disse que a maioria das escolas da cidade tem poço artesiano e não está sem água. As que não têm poço, tem recebido doações de água mineral por parte de empresas, para os alunos beberem, através de parcerias feitas pelos diretores de escolas.
Fontes disse que a água que chega do Saae é usada apenas para limpeza e cozinhar a merenda. Segundo o secretário, são poucos os casos em que as famílias estão mandando os filhos levarem água de casa, e garantiu, que dentro das possibilidades, o município está atendendo a demanda de água potável nas escolas.
Com informações de Juirana Nobres e Serli Santos

Além disso, verifique

vereador-preso

Preso e algemado, vereador reeleito toma posse em Minas Gerais

Algemado e com o uniforme do sistema prisional, o vereador Ronilson Marcílio Alves (PTB), de …

Comentários no Facebook