quarta-feira , 29 março 2017

Athylla Borborema é o estreante da 14ª FLIP de Paraty com “A Menina do Céu Cor-de-Rosa”

meninad-1200x545_cComeça nesta quarta-feira, dia 29 de junho e termina no domingo, dia 3 de julho, a 14ª Edição da FLIP – Festa Literária Internacional de Paraty 2016. Paraty é uma cidade histórica à beira de uma bela baía marítima, possui 40 mil habitantes, localizada no litoral sul do Estado do Rio, distante 248 quilômetros da capital do Rio de Janeiro. A FLIP é talvez o seu evento mais importante que reúne artistas, intelectuais, escritores, gente de todos os segmentos culturais e leitores de toda parte do país e do mundo. E durante 5 dias acontecem vários eventos paralelos em torno da literatura, cultura, artes e atualidade para um público estimado em 30 mil pessoas.

A autora homenageada deste ano da FLIP será a saudosa poeta carioca Ana Cristina César, expoente do movimento Poesia Marginal. Ana Cristina César foi também uma tradutora brasileira e é considerada um dos principais nomes da geração mimeógrafo da década de 1970 e até os dias atuais tem o seu nome muitas vezes vinculado ao movimento de Poesia Marginal. Ana Cristina Cruz César nasceu em Niterói (RJ) no dia 2 de junho de 1952 e morreu no dia 29 de outubro de 1983 no Rio de Janeiro. Ela cometeu suicídio aos 31 anos de idade, atirando-se pela janela do apartamento dos pais, no 7º andar de um edifício da rua Toneleros, em Copacabana.

A FLIP – Festa Literária Internacional de Paraty é considerado o terceiro mais importante evento da literatura no Brasil e acontece em diversos cenários da cidade histórica. O evento é famoso por trazer autores internacionais para interagir com personalidades do mundo da cultura, para mesas redondas e conferências, colocando o Brasil no circuito dos festivais internacionais de literatura. A FLIP conta também com uma ampla programação cultural, com shows, leituras dramáticas, debates, oficinas, filmes, entre outros, por toda a cidade, além de uma programação especial para o público infantil (Flipinha) e jovens leitores (FlipZona).

O livro “A Menina do Céu Cor-de-Rosa” do escritor e jornalista Athylla Borborema, levará o autor pela primeira vez a Festa Literária Internacional de Paraty. O livro foi selecionado para o evento e terá a sua 3ª Edição lançada na FLIP. Na obra, o autor narra à história da jovem MSC, violentada, prostituída, aventurada e drogada. De leitura fácil, contagiante e contundente, este livro vem para enriquecer ainda mais a bibliografia do jornalismo literário nacional. Trata-se de um clássico jornalístico baseado em um fato real. Athylla Borborema, estreante na FLIP, estará presente nas duas últimas noites do evento e autografará o livro no Centro Cultural do SESC.

O livro “A Menina do Céu Cor-de-Rosa” é um clássico jornalístico que reúne ficção e realidade na história de uma adolescente que estuprada pelo pai, é forçada a encarar o mundo da prostituição, apostar na sorte, experimentar fetiches e acaba caindo em um túnel escuro regado a drogas e assume o risco de perder para sempre aquilo que tem de mais valoroso: ela mesma. Ela não foi prostituta, ela gostava tanto de sexo, que ganhou dinheiro com isso. A vida foi cruel com ela, mas ela não era uma jovem qualquer. Ela era inteligente e não precisava, em tese, levar esse estilo de vida, se não quisesse. (Da redação TN).

Além disso, verifique

MANOELZINHO

Manoelzinho concede aumento superior ao piso nacional aos professores de Nova Viçosa

O prefeito de Nova Viçosa, Manoel Costa Almeida, o “Manoelzinho da Madeira” (DEM), concedeu nesta …

Comentários no Facebook