terça-feira , 17 janeiro 2017

Pastor é preso durante culto acusado de estuprar a filha durante três anos em Cariacica

pastor-estuprofilhaUm pastor evangélico de 37 anos foi preso, na noite da última quinta-feira (29), emCariacica, acusado de estuprar a própria filha, desde quando a vítima tinha 14 anos. O acusado foi detido por policiais da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) no momento em que realizaria um culto em uma igreja. Segundo a polícia, ele confessou o crime.

De acordo com o titular da DPCA, delegado Lorenzo Pazolini, os abusos aconteciam, em média, uma vez por semana, durante cerca de três anos, no quarto da adolescente. A vítima é filha do primeiro casamento do pastor. Na residência também mora a atual companheira do suspeito, além de dois filhos do casal.

“Os abusos aconteciam geralmente à noite ou em outro momento em que os dois estivessem sozinhos. No começo, era restrito a toque nas partes íntimas da vítima, mas, com o tempo, teria ocorrido a conjunção carnal, que foi comprovada por meio de exames. Além disso, temos a confissão do suspeito e uma gravação de uma conversa telefônica entre ele e a vítima”, destacou o delegado.

De acordo com Pazolini, durante a conversa em questão o acusado teria perguntado se a filha estava grávida dele e, caso estivesse, deveria fazer o aborto. “Ele tinha receio de que a vítima engravidasse e teria feito ameaças para que ela fizesse o aborto, no caso de uma eventual gravidez. Além disso, após os estupros ele obrigava ela a tomar chá de boldo, já que, na cabeça dele, isso ajudaria a evitar que ela ficasse grávida”, disse o delegado.

Conforme as investigações, cansada de ser estuprada pelo próprio pai, a adolescente chegou a fugir de casa no último dia 9. Segundo o titular da DPCA, ela foi para a casa de uma amiga, que teria a convencido de denunciar o suspeito. A vítima procurou a polícia no dia 11.

De acordo com o delegado, após saber que havia sido denunciado, o pastor fugiu para o estado do Pará e pretendia se mudar para o novo endereço com os demais familiares. “A partir do momento em que recebemos a denúncia, iniciamos as investigações. Descobrimos que ele havia ido ao Pará, mas estaria em Cariacica no dia de ontem [quinta-feira] para celebrar um culto. Os policiais foram até o local e cumpriram o mandado de prisão”, contou.

O pastor foi autuado pelo crime de estupro e, de acordo com Lorenzo Pazolini, pode pegar uma pena de até 15 anos de reclusão. Ele foi levado para o Centro de Triagem de Viana (CTV).

Fonte: Folha Vitoria

Além disso, verifique

vereador-preso

Preso e algemado, vereador reeleito toma posse em Minas Gerais

Algemado e com o uniforme do sistema prisional, o vereador Ronilson Marcílio Alves (PTB), de …

Comentários no Facebook