segunda-feira , 27 março 2017

Grupo de travestis é preso após confusão durante programa em Vila Velha

travestisTrês travestis foram presas após se envolverem em uma confusão na orla de Itaparica, em Vila Velha. O motivo da briga seria um programa não pago. O homem que queria contratar os serviços teria sido agredido e teve a bicicleta roubada.

Fabrício da Silva Gonçalves, de 22 anos, confessou as agressões, mas que teria sido agredido inicialmente. “Ele me deu um soco e eu tive que fazer um carinho a mais nele”, destacou um dos suspeitos.

Ele foi preso junto com Leandro da Costa Barros, de 29 anos, e Atila dos Santos. A vítima contou em depoimento que Fabrício o abordou cobrando o valor de um programa. O rapaz disse que não havia pedido programa nenhum e que, portanto, não iria pagar. Nesse momento, segundo o rapaz, outras duas travestis chegaram com pedaços de vidro, começaram a fazer ameaças, agredi-lo. A bicicleta da vítima também teria sido levada.

A vítima conseguiu correr e chamou a polícia. As três suspeitas foram encontradas com a bicicleta na ciclovia próximo ao viaduto da Darly Santos. Fabrício afirma que ficou irritado ao ver o rapaz procurando outro travesti para fazer um programa.

“Ele queria fazer o programa comigo, mas depois ele viu outro homem e saiu dando desculpa de que esqueceu o dinheiro em casa. Eu fui atrás dele para cobrar, pois ele entrou no mato com outro homem. Eu não roubei bicicleta nem nada”, disse.

Os outros dois afirmaram em depoimento que não fizeram nada e que só estavam com Fabrício na hora da abordagem. No entanto, a vítima reconheceu as três, que foram autuadas por roubo e transferidas para o Centro de Detenção Provisória de Viana.

 

Além disso, verifique

Suzano unidademucuri

Parada Geral na Suzano Papel e Celulose movimenta R$ 1,7 milhão na economia local

Entre os dias 31 de janeiro e 09 de fevereiro a Suzano Papel e Celulose …

Comentários no Facebook