terça-feira , 17 janeiro 2017

São Mateus: Sem posição da Sedu, estudantes voltam a ocupar Superintendência

escola viva samaEstudantes de São Mateus, norte do Estado, voltaram a ocupar a Superintendência de  Educação do município no fim da tarde dessa segunda-feira (21). Eles pretendem permanecer no local até receberem uma resposta concreta sobre os planos da Secretaria de Estado da Educação (Sedu) sobre a implantação do programa Escola Viva em uma escola mateense.
Os estudantes haviam deixado a Superintendência no último dia 11, depois de uma promessa de encontro com o subsecretário de Educação, Eduardo Malini. Ele foi ao encontro dos estudantes, mas não apresentou uma resposta sobre a principal apreensão dos alunos.
Malini disse que não sabia se havia definição sobre a implantação do programa em São Mateus. Mas os planos da Secretaria de Educação seriam o de implantar o programa na escola Marita Motta, que tem 1.300 alunos, já no inicio de 2016.
Eles não querem que o programa Escola Viva seja implantando na escola Marita Motta. A comunidade rejeitou o programa e outras escolas, que receberia o excedente de alunos não aproveitados no programa, se juntaram ao movimento.
Segundo o secretário de Comunicação da União Municipal dos Estudantes Secundaristas (Umes) de São Mateus, Luiz Philipe Machado, desde o encontro, na última segunda-feira (14), os estudantes aguardam uma resposta da Sedu. O subsecretario ficou de dar a resposta na terça-feira (15).
Na reunião, o clima também ficou quente, isso porque Malini não queria que pais e professores participassem do encontro. Ele alegou que a agenda seria apenas com o movimento estudantil. Depois de muita insistência, a comunidade escolar toda conseguiu participar. Mas isso não trouxe tranquilidade, já que a resposta da Secretaria não veio. Diante do impasse, eles decidiram retomar a ocupação e não pretendem sair até que aSedu se manifeste.
Nesse sábado (19), os estudantes fizeram uma panfletagem na cidade para informar à população sobre a bandeira de luta. Foram distribuídos quatro mil panfletos. Os estudantes exibiram faixas e fizeram abordagens às pessoas na rua. O carro de som rodou a cidade para anunciar o movimento.

Além disso, verifique

vereador-preso

Preso e algemado, vereador reeleito toma posse em Minas Gerais

Algemado e com o uniforme do sistema prisional, o vereador Ronilson Marcílio Alves (PTB), de …

Comentários no Facebook