quinta-feira , 25 maio 2017

EQUIPE RESPONSÁVEL PELA PRISÃO DOS ACUSADOS DE MATAR SECRETÁRIO DE SÃO MATEUS CONCEDE COLETIVA A IMPRENSA

coletiva sobre morte secretario samaA equipe formada por Policiais Militares e Civis responsável pela elucidação e prisão dos três acusados de assassinarem o secretário municipal de meio ambiente de São Mateus, falaram a imprensa nesta segunda-feira (7), detalhando as fases da investigação e como ocorreu do crime.

A entrevista ocorreu por volta das 16h15min, no auditório do 2º BPM e contou com a presença do Comandante do 2º BPM, Tenente Coronel Aleixo Santos Batista; do Comandante do 13º BPM Paulo Duarte, do Delegado da 17ª Regional de Nova Venécia, Dr. Líbero Penello de Carvalho Filho; do Delegado da 14ª Regional de Barra de São Francisco, Dr. Juliano Batista Fernandes e do Delegado Chefe da Delegacia de Homicídios em São Mateus, Dr. Luciano Carlos Paulino de Oliveira.

O crime ocorreu na noite da ultima sexta-feira (4), em Nova Venécia, mas os familiares só registram o boletim de ocorrência na tarde do sábado (5). O secretário Antenor Malverdi Filho, tinha saído de casa na sexta-feira e até a tarde deste domingo (6) estava desaparecido.

A prisão dos acusados foi realizada pelos Militares do 2º, 11º e 13º BPM e Policiais das Delegacias de Nova Venécia, São Mateus e Boa de São Francisco, numa operação conjunta.

A prisão dos suspeitos:

Após tomar conhecimento do desaparecimento do secretário, Agentes do Serviço de Inteligência do 2º BPM, deslocaram-se ao município de Barra de São Francisco, objetivando auxiliar nos levantamentos em torno dos suspeitos Daniel Anhert e Fabio Rocha Ferreira, os quais haviam sido detidos pela Polícia Militar no município de Ecoporanga, na noite do sábado (5), na posse do veiculo VW GOL, de cor azul e, que momentos antes teriam sido vistos circulando com o veiculo GM Onix, placa PPI-8992, cor branca, de propriedade do Secretário.coletiva sobre morte secretario sama2Durante os levantamentos, os Policias descobriram que Fabio e Daniel teriam ido à cidade de Ecoporanga trocar o veiculo GM ONIX da vítima, em outro veiculo com o homem conhecido por “Cigano”.

No depoimento no DPJ de Barra de São Francisco, Fabio confessou sua participação no assassinato e ocultação do cadáver de Antenor, sem descrever maiores detalhes do crime.

Na sequência, Fabio conduziu a equipe policial até o local onde eles haviam enterrado o corpo do secretário, ou seja, numa cova rasa, em um pasto arado que fica há aproximadamente 02 km da sede da Associação de Cabos e Soldados, no município de Nova Venécia. Fabio disse ainda da participação no crime, de Tiago Pereira Kapiche, não indicando o paradeiro do comparsa.

De posse das informações, os Policiais realizaram diligências na cidade de Nova Venécia, objetivando localizar Tiago, tendo descoberto que ele estaria em um campo de futebol no km 24, da Rodovia que liga Nova Venécia a São Mateus.

Com apoio de Agentes do Serviço de Inteligência do 13º BPM, lograram êxito em localizar o suspeito Tiago, que inicialmente negou qualquer participação no crime. Tiago foi conduzido até a Delegacia de Nova Venécia, acompanhado também de um adolescente, que fora visto na noite do crime com Tiago, circulando pela cidade de Nova Venécia, porém o menor foi liberado.

Além de levar e indicar aos policiais com exatidão o local onde ocultaram o corpo da vítima, o suspeito Fábio também mostrou onde estava escondida a ferramenta (enxadão) usada para fazer a cova, onde enterrou o corpo de Antenor. Fábio relatou que conheceu a vitima há cerca de 03 meses.

O crime:

Fabio contou que na noite do latrocínio, encontrou com a vítima em frente ao material de construção Mioto, situado no Bairro São Cristóvão. Alegou que foram até o “Galetos Bar”, no Bairro Rubia, em Nova Venécia, onde ingeriram bebidas alcoólicas. Disse ainda que quando a vítima foi ao banheiro, Tiago o convenceu a juntos assassinarem Antenor, para em seguida roubarem o seu veículo e o dinheiro que trazia consigo.

Na sequência, os três seguiram até uma propriedade rural que fica nas imediações de Nova Venécia e lá Tiago torceu o pescoço da vítima e Fabio desferiu um golpe com pedaço de madeira que atingiu a cabeça do secretário. Em seguida colocaram o corpo da vítima no porta-malas do veículo e prosseguiram até o local onde enterraram o corpo.

Após ocultarem o cadáver, Tiago e Fabio dividiram os bens roubados da vítima, sendo que Fabio ficou com o veiculo e o aparelho telefônico e Tiago com uma quantia de R$ 309,00 reais.

Durante a prisão, o acusado Daniel também confessou sua participação no crime de latrocínio.

Além disso, verifique

ruberval a walter pinheiro

NOVA VIÇOSA NO PROGRAMA PRIMEIRO EMPREGO: RUBERVAL PROTOCOLA PEDIDO

A inserção dos jovens do município de Nova Viçosa no programa Primeiro Emprego foi solicitada …

Comentários no Facebook