sábado , 25 março 2017

Consórcio Público de Saúde cria comissão para estudo técnico sobre o HMTF

consórcio reuniãoOs entes do Consórcio Público Interfederativo de Saúde do Extremo Sul da Bahia, se reuniram em assembleia na quarta-feira (16), no auditório da Secretaria de Saúde de Teixeira de Freitas, para as primeiras deliberações acerca do contrato de programa do consórcio. O principal ponto abordado foi a pactuação do Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTF).

Participaram da reunião os prefeitos que compõem a diretoria do Consórcio, João Bosco, presidente, Milton Guimarães, vice-presidente, e Jadson Ruas, secretário geral, além dos prefeitos, secretários e técnicos da saúde dos municípios consorciados. Representando o Governo do Estado, participaram o chefe de gabinete da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (SESAB) Fernando Daltro, o consultor especialista em consórcios públicos de saúde doutor João Ananias, doutora Joana da Sesab, e o coordenador dos consórcios de saúde na Bahia Nelson Portela.

Os trabalhos foram iniciados com a aprovação da ata de constituição do consórcio, concebida em assembleia em 27 de novembro de 2015 – um “ato histórico”, conforme definição do chefe de gabinete Fernando Daltro à época. Reiterando a fala do governador Rui Costa, em recente visita à região, Daltro afirmou que a instrução para licitação da Policlínica que integrará o Consórcio já está pronta. “Nós queremos que a licitação seja feita para mês que vem”, ratificou.

Dando continuidade a pauta, o secretário de Saúde de Teixeira de Freitas Eujácio Dantas, expôs a discrepância entre o custeio e ocupação das unidades hospitalares do município por pacientes oriundos de outros municípios, em especial o Hospital. “Hoje, de 10 pacientes na UTI, apenas 2 são de Teixeira de Freitas”, cenário que se repete em relação à rede de atendimento de média e alta complexidade do município. Em continuidade, o prefeito João Bosco elogiou a iniciativa do governador Rui Costa, ao incentivar a instituição do consórcio, “mais do que qualquer coisa, estamos aqui discutindo a melhoria da qualidade do serviço de saúde para a comunidade de toda a região, e Teixeira não pode custear a totalidade do Hospital, quando utiliza na verdade um terço dos serviços”, destacou.

Em resposta às questões levantadas pelos consorciados acerca da sua utilização, perfil de atendimento, abrangência e pagamento relativo às atividades desempenhadas pelas unidades hospitalares teixeirenses, doutor João Ananias sugeriu a instituição de uma comissão para o levantamento e sistematização dos dados do Governo do Estado e municípios, individualmente. Tendo sido acatada pela assembleia, foi aprovada a comissão com seis componentes para realização do estudo técnico, cujo relatório deverá ser apresentado até o dia 29 de janeiro. Assim, novo encontro foi marcado para 15 de fevereiro, a fim de que sejam feitas as deliberações acerca das unidades hospitalares e sua integração no consórcio.

Além disso, verifique

acad7-1200x545_c

Academia Teixeirense de Letras celebra os 170 anos de Castro Alves e premia melhores poetas e cronistas em sessão solene memorável

A aTL – Academia Teixeirense de Letras celebrou o 170º aniversário de nascimento de Castro …

Comentários no Facebook