quarta-feira , 29 março 2017

Marido é acusado de preparar cova para a esposa embaixo da cama em Vila Velha

cova pra esposa esUm homem é acusado de ter cavado uma cova rasa para esconder o corpo da própria mulher, em Vila Velha. A jovem, no entanto, não foi morta e afirma que o buraco, feito em baixo da cama, era para ela. Para a família o acusado negou que o buraco era uma cova e que havia sido feito para a mulher com quem era casado há 19 anos.

“O meu sentimento agora é de medo. E o que vai ser daqui para frente? Eu vou viver com medo o resto da minha vida?”, argumentou a mulher.

Na casa viviam quatro pessoas, o casal e os filhos. No início, o relacionamento era saudável. O casamento era harmonioso e cheio de declarações de amor. “Onde eu ia ele estava. Vivia fazendo declarações de amor para mim pelas paredes. Eu chegava tarde da faculdade e ele preparava janta para mim”, contou.

No segundo ano de união veio a primeira agressão. A estudante lembra até hoje, principalmente porque estava grávida de seis meses. “Ele subiu em cima da minha barriga e começou a me dar socos. Nisso o meu filho mexeu e ele saiu de cima de mim. Isso já tem 18 anos”, disse.

Desde então, as agressões tornaram-se frequentes, mas a vontade de manter a família e a esperança de mudança faziam com que a dona de casa aguentasse tudo calada. “Uma mulher casa, quer ter família e ver todo mundo unido. Ele não dava atenção suficiente e eu sempre cobrava isso dele. Isso gerava brigas. Então ele saía, arrumava amantes e até elas queriam me agredir”, afirmou.

Após anos sofrendo com as agressões e traições do marido, em junho deste ano ela resolveu dar um basta na situação. Pediu para que o autônomo de 37 anos fosse embora de casa, mas ele não aceitou. No dia 05 de outubro ele tentou uma reconciliação, mas a esposa estava decidida e não aceitou. Foi motivo para mais uma agressão. “Ele me deu um mata leão e eu disse para ele parar, pois iria me matar. Chamei meu filho para me ajudar, mas eu desmaiei e acordei no hospital”, relatou.

Desse dia em diante ela decidiu sair de casa. O filho, de 17 anos, continuou na residência até que teve uma triste surpresa. A chave caiu embaixo da cama. Ele tentou pegar e acabou buraco, embaixo do local onde a mãe dormia. “Eu fui levantar para pegar a chave, mas quando abaixei vi que estava escuro. Eu levantei a cama para ver o que tinha e encontrei o buraco”, disse o adolescente.

A família não tem dúvidas de que a cova era para a mulher. Já o ambulante nega que teve feito o buraco com essa intenção. Por mensagem ele disse para o filho que só queria consertar o telhado, mas a versão não convenceu. “Eu fiquei muito triste com ele. Foi decepcionante. Eu parei de conversar com ele. Para mim ele está morto”, afirmou o filho.

Além disso, verifique

mutirao

Prevenção: Secretária de saúde realiza mutirão de limpeza em Nova Viçosa

Durante todo o dia do ultimo sábado, 25 de março de 2017, uma equipe de …

Comentários no Facebook