segunda-feira , 27 março 2017

Após 70 anos Aeronáutica se despede da Base Aérea de Caravelas e entrega aeroporto ao Governo da Bahia

aerod6-600x330A Aeronáutica do Brasil se despediu na manhã deste sábado (22/08) da Base Aérea de Caravelas após 70 anos de presença. Oportunidade que o Ministério da Defesa através do seu ministro Jaques Wagner e do Segundo Comando Aéreo Regional da Aeronáutica (II COMAR) através do seu comandante Aéreo Regional da Aeronáutica, Major-Brigadeiro do Ar José Hugo Volkmer, e do Comando da Aeronáutica no Brasil através do seu comandante Tenente-Brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato, promoveram a entrega do aeroporto ao Governo da Bahia, recebido pelo seu governador Rui Costa dos Santos (PT), que passa administrar a unidade a partir de agora. Por ocasião que a Base Aérea de Natal (BANT) instalou no aeroporto uma Ação Global com serviços voltados à saúde com atendimentos a população em diversas especialidades médicas e odontológicas. Na segunda-feira do dia 2 de março de 2015, uma solenidade já havia marcado a conclusão das obras e entrega do Aeroporto da Base Aérea de Caravelas a Aeronáutica.

Conforme o tenente-coronel Guilherme Bernardes, comandante do 2º Batalhão Ferroviário de Araguari-MG., em dezembro de 2010 deu-se início a um processo de revitalização do aeroporto que foi concluída em fevereiro de 2015, com recuperação das duas pistas (principal e secundária) de pouso e decolagem, e também das de taxiamento e do pátio, ou seja, todas as quatro pistas foram revitalizadas.

O comandante da Aeronáutica no Brasil Tenente-Brigadeiro Nivaldo Luiz Bossato, informou que a conclusão das obras de revitalização das pistas do Aeroporto de Caravelas fez parte do PAC, com investimento de R$ 17,924 milhões, e foi realizada em convênio com a Aeronáutica e restaurou as pistas e pátio, construção da seção contra-incêndio, balizamento noturno, serviços de revitalização, topografia e regularização das pistas e recebeu a construção de uma ilha de concreto, para qual o Exército fez uso de uma Usina de Asfalto que teve capacidade para produzir 14 toneladas de asfalto por hora. Segundo o ministro da Defesa Jaques Wagner, a obra do aeroporto foi executada pelo 11º Batalhão de Engenharia e Construção do Exército Brasileiro de Araguari-MG., que manteve um efetivo de 300 homens que trabalharam na reestruturação do aeroporto.

O governador Rui Costa assegurou que a segunda etapa será voltada para a infraestrutura, com reforma completa do terminal de passageiros, instalação de esteiras de bagagem, equipamentos de Raio-X, concessão de espaços para prestação de serviços e Corpo de Bombeiros, além de estabelecer saguão de embarque e desembarque e núcleos das companhias aéreas. A expectativa é que o local passe a receber aviões de grande porte para o fortalecendo do turismo da região.

O Aeroporto da Base Aérea de Caravelas foi inaugurado em 1º de agosto de 1945 com o objetivo de atuar como Base Aérea Militar das forças aliadas durante a Segunda Guerra Mundial.

A estratégia foi situar o aeroporto a meio caminho da faixa litorânea entre os estados do Rio Grande do Sul e do Maranhão e assim, Caravelas foi à cidade escolhida. Conserva a arquitetura militar da época, identificada por paredes espessas e arcos. O aeroporto fica a cerca de 10km da cidade de Caravelas e cerca de 8km do litoral em linha reta ao ponto mais próximo da costa.

O ministro Jaques Wagner disse que a obra de revitalização e ampliação das pistas de pouso do Aeroporto de Caravelas receberam intervenções dentro das normas técnicas padronizadas e exigidas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). São pistas que podem receber aeronaves como AIRBUS A320, BOEING 737, EMBRAER 190, FOKKER F-100, LOCKHEED C130, BAE HS-125, entre outras.

“Desde o início existia interesse da Força Aérea passar a administração do aeroporto para o Governo do Estado da Bahia, mas agente não gostaria de passar do jeito que as pistas estavam anteriormente. Hoje vale a pena salientar que o Aeroporto de Caravelas é dotado de duas pistas que se cruzam devidamente revitalizadas, sendo a pista maior de 1.530 metros e a menor de 1.200 metros.

Eu não tenho dúvida que o Aeroporto de Caravelas é um dos que possuem mais potencial no nordeste do Brasil e muito poderá acrescentar na economia e no turismo desta rica região”, disse o comandante da Aeronáutica do Brasil, Tenente-Brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato.

“A missão da Força Aérea hoje aqui consiste em fazer a entrega definitiva deste importante instrumento ao Estado da Bahia”, disse o Major-Brigadeiro do Ar José Hugo Volkmer, comandante do Segundo Comando Aéreo Regional da Aeronáutica (II COMAR), em Recife, unidade que coordena e controla a execução das atividades administrativas e logísticas da Aeronáutica nos estados da Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí, além de realizar ações de segurança e defesa do espaço aéreo nacional relativas à sua área de atuação no Nordeste do Brasil. Para o prefeito Jadson Ruas, o Aeroporto de Caravelas será um espaço para o mundo conhecer e se informar sobre os temas relacionados à região de Caravelas, local de uma rica história, muita cultura, gente acolhedora, pescadores e pescadoras artesanais, marisqueiras, manguezais, rica biodiversidade, berçário das baleias Jubarte e porta de entrada para o Parque Nacional Marinho dos Abrolhos.

“A obra do Aeroporto de Caravelas era um pedido antigo do governo da Bahia, que pretende melhorar o turismo ao arquipélago de Abrolhos. Para isso, era essencial que o aeródromo estivesse operacional. Ao término da obra, se fez necessário que o aeroporto que estava sob responsabilidade da FAB, fosse repassado à Infraero. O governo da Bahia, em vista do grande potencial turístico da região, sempre foi favorável a operacionalidade comercial do aeródromo”, enfatizou o governador Rui Costa.

O prefeito Jadson Ruas informou que duas companhias aéreas (Gol e Azul) levantaram interesse em trazer linhas regulares para Caravelas e a CVC já esteve esta semana promovendo um estudo de levantamento dos hotéis da cidade porque tem interesse em explorar as belezas e riquezas naturais do município. ”O aeroporto de Caravelas não chega para concorrer com Teixeira de Freitas, mas para operarem juntos e aquecer a nossa economia local”, disse o prefeito Jadson Ruas.

Um efetivo de 300 homens trabalhou na reestruturação do aeroporto e na construção e recuperação do trecho de 84 quilômetros da rodovia federal BR-418. São obras de pavimentação asfáltica dos 84 quilômetros da BR-418, que teve um investimento de R$ 123.345.301,15 milhões e a conclusão da obra só será anunciada após terminar a duplicação das faixas do trecho que liga o Aeroporto até a cidade de Caravelas.

“O asfaltamento da BR-418 foi outro grande avanço para esta região, porque trata-se de uma rodovia federal que proporciona escoamento da produção agrícola e transporte em grande escala de madeira reflorestável para a indústria de celulose, agora também vai fomentar o turismo local. A estrada faz a ligação entre a BR-101, no distrito de Posto da Mata, município de Nova Viçosa e a cidade de Caravelas, cuja obra deixou o mar mais perto dos mineiros e goianos”, destacou o governador Rui Costa. “Se futuramente esta região se tornar um grande polo turístico e de negócios, impulsionado pelo novo aeroporto e pela rodovia federal que é muito segura e com excelentes condições de tráfego, muito se deverá ao Exército.

Os esforços de cada um dos 300 militares que, muitos deles a mais de mil quilômetros de casa, vão ser coroados com o desenvolvimento econômico e social desta área. Mais uma vez o 11º BEC cumpre mais uma missão com alto grau de excelência e eficácia, com o mais alto padrão de qualidade”, ressaltou o ministro da Defesa Jaques Wagner. (Por Athylla Borborema). A Aeronáutica do Brasil se despediu na manhã deste sábado (22/08) da Base Aérea de Caravelas após 70 anos de presença.

Oportunidade que o Ministério da Defesa através do seu ministro Jaques Wagner e do Segundo Comando Aéreo Regional da Aeronáutica (II COMAR) através do seu comandante Aéreo Regional da Aeronáutica, Major-Brigadeiro do Ar José Hugo Volkmer, e do Comando da Aeronáutica no Brasil através do seu comandante Tenente-Brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato, promoveram a entrega do aeroporto ao Governo da Bahia, recebido pelo seu governador Rui Costa dos Santos (PT), que passa administrar a unidade a partir de agora.

Por ocasião que a Base Aérea de Natal (BANT) instalou no aeroporto uma Ação Global com serviços voltados à saúde com atendimentos a população em diversas especialidades médicas e odontológicas. Na segunda-feira do dia 2 de março de 2015, uma solenidade já havia marcado a conclusão das obras e entrega do Aeroporto da Base Aérea de Caravelas a Aeronáutica.

Conforme o tenente-coronel Guilherme Bernardes, comandante do 2º Batalhão Ferroviário de Araguari-MG., em dezembro de 2010 deu-se início a um processo de revitalização do aeroporto que foi concluída em fevereiro de 2015, com recuperação das duas pistas (principal e secundária) de pouso e decolagem, e também das de taxiamento e do pátio, ou seja, todas as quatro pistas foram revitalizadas.

O comandante da Aeronáutica no Brasil Tenente-Brigadeiro Nivaldo Luiz Bossato, informou que a conclusão das obras de revitalização das pistas do Aeroporto de Caravelas fez parte do PAC, com investimento de R$ 17,924 milhões, e foi realizada em convênio com a Aeronáutica e restaurou as pistas e pátio, construção da seção contra-incêndio, balizamento noturno, serviços de revitalização, topografia e regularização das pistas e recebeu a construção de uma ilha de concreto, para qual o Exército fez uso de uma Usina de Asfalto que teve capacidade para produzir 14 toneladas de asfalto por hora. Segundo o ministro da Defesa Jaques Wagner, a obra do aeroporto foi executada pelo 11º Batalhão de Engenharia e Construção do Exército Brasileiro de Araguari-MG., que manteve um efetivo de 300 homens que trabalharam na reestruturação do aeroporto. O governador Rui Costa assegurou que a segunda etapa será voltada para a infraestrutura, com reforma completa do terminal de passageiros, instalação de esteiras de bagagem, equipamentos de Raio-X, concessão de espaços para prestação de serviços e Corpo de Bombeiros, além de estabelecer saguão de embarque e desembarque e núcleos das companhias aéreas. A expectativa é que o local passe a receber aviões de grande porte para o fortalecendo do turismo da região.

O Aeroporto da Base Aérea de Caravelas foi inaugurado em 1º de agosto de 1945 com o objetivo de atuar como Base Aérea Militar das forças aliadas durante a Segunda Guerra Mundial. A estratégia foi situar o aeroporto a meio caminho da faixa litorânea entre os estados do Rio Grande do Sul e do Maranhão e assim, Caravelas foi à cidade escolhida. Conserva a arquitetura militar da época, identificada por paredes espessas e arcos. O aeroporto fica a cerca de 10km da cidade de Caravelas e cerca de 8km do litoral em linha reta ao ponto mais próximo da costa.

O ministro Jaques Wagner disse que a obra de revitalização e ampliação das pistas de pouso do Aeroporto de Caravelas receberam intervenções dentro das normas técnicas padronizadas e exigidas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). São pistas que podem receber aeronaves como AIRBUS A320, BOEING 737, EMBRAER 190, FOKKER F-100, LOCKHEED C130, BAE HS-125, entre outras.

“Desde o início existia interesse da Força Aérea passar a administração do aeroporto para o Governo do Estado da Bahia, mas agente não gostaria de passar do jeito que as pistas estavam anteriormente. Hoje vale a pena salientar que o Aeroporto de Caravelas é dotado de duas pistas que se cruzam devidamente revitalizadas, sendo a pista maior de 1.530 metros e a menor de 1.200 metros.

Eu não tenho dúvida que o Aeroporto de Caravelas é um dos que possuem mais potencial no nordeste do Brasil e muito poderá acrescentar na economia e no turismo desta rica região”, disse o comandante da Aeronáutica do Brasil, Tenente-Brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato. “A missão da Força Aérea hoje aqui consiste em fazer a entrega definitiva deste importante instrumento ao Estado da Bahia”, disse o Major-Brigadeiro do Ar José Hugo Volkmer, comandante do Segundo Comando Aéreo Regional da Aeronáutica (II COMAR), em Recife, unidade que coordena e controla a execução das atividades administrativas e logísticas da Aeronáutica nos estados da Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí, além de realizar ações de segurança e defesa do espaço aéreo nacional relativas à sua área de atuação no Nordeste do Brasil.

Para o prefeito Jadson Ruas, o Aeroporto de Caravelas será um espaço para o mundo conhecer e se informar sobre os temas relacionados à região de Caravelas, local de uma rica história, muita cultura, gente acolhedora, pescadores e pescadoras artesanais, marisqueiras, manguezais, rica biodiversidade, berçário das baleias Jubarte e porta de entrada para o Parque Nacional Marinho dos Abrolhos.

“A obra do Aeroporto de Caravelas era um pedido antigo do governo da Bahia, que pretende melhorar o turismo ao arquipélago de Abrolhos. Para isso, era essencial que o aeródromo estivesse operacional. Ao término da obra, se fez necessário que o aeroporto que estava sob responsabilidade da FAB, fosse repassado à Infraero. O governo da Bahia, em vista do grande potencial turístico da região, sempre foi favorável a operacionalidade comercial do aeródromo”, enfatizou o governador Rui Costa.

O prefeito Jadson Ruas informou que duas companhias aéreas (Gol e Azul) levantaram interesse em trazer linhas regulares para Caravelas e a CVC já esteve esta semana promovendo um estudo de levantamento dos hotéis da cidade porque tem interesse em explorar as belezas e riquezas naturais do município. ”O aeroporto de Caravelas não chega para concorrer com Teixeira de Freitas, mas para operarem juntos e aquecer a nossa economia local”, disse o prefeito Jadson Ruas.

Um efetivo de 300 homens trabalhou na reestruturação do aeroporto e na construção e recuperação do trecho de 84 quilômetros da rodovia federal BR-418. São obras de pavimentação asfáltica dos 84 quilômetros da BR-418, que teve um investimento de R$ 123.345.301,15 milhões e a conclusão da obra só será anunciada após terminar a duplicação das faixas do trecho que liga o aeroporto até a cidade de Caravelas.

“O asfaltamento da BR-418 foi outro grande avanço para esta região, porque trata-se de uma rodovia federal que proporciona escoamento da produção agrícola e transporte em grande escala de madeira reflorestável para a indústria de celulose, agora também vai fomentar o turismo local. A estrada faz a ligação entre a BR-101, no distrito de Posto da Mata, município de Nova Viçosa e a cidade de Caravelas, cuja obra deixou o mar mais perto dos mineiros e goianos”, destacou o governador Rui Costa.

“Se futuramente esta região se tornar um grande polo turístico e de negócios, impulsionado pelo novo aeroporto e pela rodovia federal que é muito segura e com excelentes condições de tráfego, muito se deverá ao Exército.

Os esforços de cada um dos 300 militares que, muitos deles a mais de mil quilômetros de casa, vão ser coroados com o desenvolvimento econômico e social desta área. Mais uma vez o 11º BEC cumpre mais uma missão com alto grau de excelência e eficácia, com o mais alto padrão de qualidade”, ressaltou o ministro da Defesa Jaques Wagner. (Por Athylla Borborema).

Além disso, verifique

MANOELZINHO

Manoelzinho concede aumento superior ao piso nacional aos professores de Nova Viçosa

O prefeito de Nova Viçosa, Manoel Costa Almeida, o “Manoelzinho da Madeira” (DEM), concedeu nesta …

Comentários no Facebook