terça-feira , 17 janeiro 2017

Operação Águia de Haia: 57 milhões de reais da educação foram desviados na Bahia

90806ximagem_noticia_5.jpg.pagespeed.ic_.ra5lblx1x1

A Polícia Federal deflagrou a Operação Águia de Haia nesta segunda-feira, 13 de julho, nos estados da Bahia, Minas Gerais, São Paulo e Distrito Federal, para investigar ações criminosas que roubavam o repasse do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB).

A Operação, que começou ainda na madrugada, tem por objetivo desarticular uma organização criminosa que forjava licitações, que contaram com participação de agentes públicos, mediante o pagamento de propina, e desviava recursos federais do FUNDEB.

Ao todo, foram expedidos 96 (noventa e seis) mandados de busca e apreensão e 04 (quatro) mandados de prisão preventiva. Essa operação conta com a participação de aproximadamente 450 (quatrocentos e cinquenta) policiais federais, agindo concomitantemente nos três estados e Distrito Federal.

De acordo com informações, os criminosos atuam 2009, sendo que, as fraudes iniciaram em São Paulo e passaram para Minas Gerais, e, em 2010 aparecem as primeiras fraudes na Bahia.

De 2010 até 2014, a Bahia foi o Estado que mais sofreu com a atuação da organização criminosa, tendo 18 (dezoito) municípios vítimas desses roubos. Em Minas Gerais e em São Paulo, apenas um município sofreu com a fraude. Informações preliminares dão conta que Teixeira de Freitas é um dos municípios investigados, mas até o momento a Polícia Federal não comentou sobre a presença dela na cidade.

Esses roubos tiraram do FUNDEB da Bahia a quantia de R$ 57.173.900,00 (cinquenta e sete milhões, cento e setenta e três mil e novecentos reais), sendo que esse montante de verbas públicas desviadas equivale apenas se considerado os dezoito municípios que já existe prova da atuação da Organização Criminosa.

Os responsáveis pelas fraudes serão indiciados por crimes licitatórios, corrupção ativa e passiva e formação de quadrilha, entre outros delitos.

Além disso, verifique

Mosquito

Vigilância nega casos de Febre Amarela em Posto da Mata e Nanuque

A secretaria de Saúde de Nanuque negou a informação que está sendo veiculada nas redes …

Comentários no Facebook